17 de nov de 2012

She Will Be Loved. - Capitulo Um.


"Beauty queen of only eighteen, she
had some trouble with herself"  -  She Will Be Loved




E então o dia mais esperado da minha vida chegou, 27 de novembro de 2012, o dia que eu finalmente fiz 18 anos, o dia que declarou a minha liberdade.


- Você está ficando velha Amy - disse para mim mesma encarando meu reflexo no espelho e dando uma risada irônica.


Talvez eu esteja um pouco vulgar, mas qual é, hoje é meu aniversário de 18 anos, eu tenho que curtir não é? e vai ser na melhor balada de Nova York, sabe qual é o melhor disso? é a partir de 18 anos, ou seja, nada de crianças.


http://www.polyvore.com/cgi/set?id=63551274&.locale=pt-br


Sai do meu quarto com meu celular,dinheiro e a chave do meu carro. Desci as grandes escadas da mansão Turner e me dirigi até a porta de saida. Fui para a garagem e entrei no meu carro, 

E aqui vou eu me divertir, como eu sempre quis na melhor balada existente nessa cidade.



Quando cheguei, estacionei meu carro e notei que Hailey tinha chegado, pois por ironia do destino eu parei ao lado de seu carro.


Caminhei até a fila que estava um tanto grande, mas a ignorei a cortando até o segurança. Algumas pessoas me xingavam e outras nem ligavam.


- Você não pode passar por aqui antes de pegar essa fila. - o segurança disse

- É claro que eu posso - sorri irônica - Sou Amy Allison Turner.

Ele abriu a sua boca impressionado e se virou fazendo sinal para outros seguranças e então a faixa de entrada foi liberada para mim.


Fui caminhando com um olhar superior em quanto alguns me encaravam e outros me ignoravam. Avistei o balcão do bar e fui até lá. Me sentei de uma forma sexy na queles bancos altos e então um barman sexy se aproximou.





- O que vai querer, docinho? - sua voz me seduzia

- O que você tiver de mais forte ai - dei os ombros e escutei sua risada fraca

- Não é jovem de mais para estar aqui pedindo uma bebida forte de mais? - perguntou em quanto mexia em alguns garrafas

- Não acha que está se entrometendo de mais em minha vida? - sorri irônica e o encarei com uma sobrancelha arqueada.

- Tudo bem - levantou os braços em forma de rendimento - aqui está - me entregou o copo.


Analisei aquele copo no balcão e passei um dedo em volta dele, em seguida o peguei e beberiquei um pouco do liquido que tinha ali.

Senti minha garganta rasgar, mas o gosto era bom, em seguida tomei mais alguns goles. E o barman sexy continuava a me encarar.

- Qual o seu nome, lindinha? - se pronunciou

- Amy - respondi sem encara-lo, em seguida o encarei - e o seu? - perguntei de uma forma sexy e ele riu fraco.

- Zayn - respondeu e depois se apoiou no balcão chegando mais perto de mim - por acaso está dando em cima de mim?

- Talvez - pisquei e me virei encarando a pista de dança em quanto ele ria um pouco. - Vem cá, você só sabe rir ironicamente? - perguntei arqueando uma sobrancelha um tanto irritada





- Isso te irrita? - arqueou sua sobrancelha e a fúria subiu em meus olhos quando ele soltou uma risadinha - parece que sim.


O ignorei e bebi o resto do liquido que estava no meu copo, me levantei e arrumei a minha roupa indo em direção a pista de dança.


Começou a tocar uma musica desconhecida por mim, porém agitada e então comecei a dançar com forme o ritimo da musica.


- Olá gatinha - um homem com uma voz sexy sussurrou em meu ouvido - posso me juntar a você - colou seu corpo ao meu por trás de mim.

- Parece que já se juntou - disse sexy virando um pouco minha cabeça para ele escutar.


Comecei a rebolar e descer arrastando minha bunda em seu corpo em quanto ele segurava na minha cintura.

- Oh garota - arfou ele e eu ri fraco 

- Vou beber algo - disse saindo da pista de dança e voltando para onde estava

- Já voltou? vai querer o que agora? - o barman sexy perguntou

- Qual quer coisa - dei os ombros 

- Só vai de vagar ai - a mesma voz  sexy da pista de dança soou


Olhei para o lado e um cara gostoso - o que provavelmente eu tenha dançado - estava no meu lado bebericando o liquido de um copo.




E então o risinho irônico de Zayn soou me fazendo bufar e tomar a minha bebida. 

- E então, qual o seu nome? 

- Amy ... - perguntei um pouco tonta

- Sou Harry - disse

- Eu não perguntei - respondi e beberiquei mais a minha bebida


E o riso irônico de Zayn novamente tomou conta de meus ouvidos.


De repente tudo começou a rodar, e depois ficou tudo preto e a ultima coisa que me lembro era de ter visto Harry me segurar e Zayn sorrir irônico me encarando.


Narrador.


- Temos que ir rápido, vai logo Malik! - ordenou Styles 

- Caralho, ela é magrinha e gostosa mas é pesada falow? - respondeu Malik 


Os dois sairam pelas portas do fundo junto com a garota e passaram os olhos pela rua procurando a van que os esperava, assim que localizaram correram até lá. A porta foi aberta e Bieber sorriu irônico e se ajeitou no banco.


- A coloque no meu colo Malik - ordenou Bieber


E assim Zayn fez, colocou a menina no colo de Bieber, que passou a mão pelos braços da garota descendo até seu bumbum e dando uma apertadinha ali.


- Essa é boa - concluiu e depois deu uma risada - pode ir Jaxon. - ordenou


O Bieber mais novo por sua vez negou pela cabeça fraco e depois eu partida, dirigindo até o destino estipulado.


P.O.V Amy Turner


Acordei com uma dor de cabeça, tudo estava rodando, por tanto fechei os olhos e esperei a tontura passar. Assim que passou me levantei de vagar e abri meus olhos, não conhecia aquele lugar e não me lembrava como fui parar ali. Era um quarto um tanto luxuoso, com as paredes brancas porém detalhadas de dourado, bonito até.


- Parece que alguém acordou - uma voz soou


E então me virei para a porta do banheiro, de onde saia um homem me encarando com um copo de água e um comprimido na outra mão.


- Isso pode ajudar na dor de cabeça - me entregou e eu bebi rapidamente

- Quem é você e o que eu estou fazendo aqui? - perguntei rapidamente


Ele riu irônico assim como o barman que eu tinha conhecido na noite anterior, e se dirigiu até uma poltrona na frente da cama e se sentou, apoiou em seus joelhos e me encarou.


- Sempre as mesmas perguntas, quem é você?, o que estou fazendo aqui? o que vão fazer comigo? - riu irônico 


- E você pode me responder alguma? - arqueei uma sobrancelha


- Sou Ryan Butler, para você só Ryan 


E então seus olhos azuis mudaram para vermelhos e depois voltaram a ser azuis.


- Seus olhos ... - comecei a falar


- Não fala nada ... - fechou os olhos e depois abriu me encarando - está tudo bem - sorriu fraco


- E então, isso é um sequestro, o que? - perguntei sem me importar


- Você não está preocupada? - perguntou incrédulo e eu neguei - você tem sorte de mim estar aqui, se o Bieber estivesse você estaria ferrada - riu fraco 


- Então é um sequestro? - perguntei sorrindo fraco


- Talvez - fez uma careta - vamos descer para comer alguma coisa - piscou e se levantou me chamando com as mãos 


Me levantei e notei que estava com outra roupa, um short jeans curto e uma regata preta e chinelos vermelhos.


- De onde veio essa roupa?

- Não faça perguntas Amy - disse saindo do quarto e eu o segui


Como ele sabe meu nome? - pensei em perguntar mas desisti


- Então a garota acordou - um cara disse quando estavamos descendo as escadas

- Não começa Chaz - Ryan empurrou ele fraco

- Dormiu bem anjo? - perguntou o tal Chaz segurando a minha mão e dando um beijo

- Já disse pra sair Chaz - Ryan empurrou com um pouco mais de força

- Ta legal Butler - riu e colocou as mãos para cima - aproveitem o café da manhã


Continuei seguindo Ryan e então entramos na cozinha, uma mesa enorme cheia de comidas de vários tipos, e isso me fez pensar "quero ser sequestrada mais vezes". Ryan me encarou e deu risada segando com a cabeça. Parecia até que ele conseguia ler meus pensamentos.

- Acho melhor parar de pensar em possibilidades - piscou

- Hãn? 

- É ... - gaguejou um pouco - eu só acho que você deve estar se perguntando o que está acontecendo - mentiu descadadamente


Me sentei na sua frente e então começamos a devorar. Aquela comida estava realmente muito boa, e aquelas frutas estavam docinhas.


- Vai Amy, eu jogo e você tenta pegar ok? - sugeriu 

- Tudo bem - me preparei


Ele pegou a uva e jogou, não consegui pegar com a boca e fiz um bico enorme fazendo ele gargalhar.


- Minha vez - anunciei e ele abriu a boca


Joguei e rapidamente ele pegou, fazendo uma cara de vitória depois.


- Como você faz isso? - perguntei incrédula

- Sou Ryan Butler né - zoou um pouco e depois rimos

- Fogo no puteiro que o Zayn chegou! - uma voz conhecida disse divertido entrando na cozinha - fala aê Amy - piscou para mim e foi na geladeira

- O que ele fez aqui? - perguntei

- Já disse Amy, sem perguntas - Ryan disse 

- Eu te dopei - Zayn deu os ombros

Parei para pensar:  Se ele não tivesse me dopado, eu não teria vindo para cá, não teria conhecido o Ryan que me parece ser legal, não estaria comendo essa comida deliciosa e não teria feito guerra de uvas com o Ryan.


Ryan me encarava como se lesse meus pensamentos e depois deu uma risadinha negando com a cabeça.


- Obrigada - disse para Zayn

- Pelo o que? - perguntou com uma careta

- Por ter me dopado - ri fraco 

- Você é louca - deu sua risadinha e se sentou ao lado do Ryan 

- Sai Zayn, tem pra você ali! - gritou Ryan assim que Zayn roubou uma panqueca de seu prato e Zayn apenas riu 

- Cala a boca - Zayn disse e deu um tapa na cabeça de Ryan

- Parem com isso - uma voz disse entrando na cozinha - crianças! - murmurou uma garota entrando na cozinha


Assim que me viu sorriu largo e veio até mim me sentando ao meu lado.


- Então você é a Amy? - disse e antes de eu responder ela começou a dizer disparadamente - sim, é claro que é. Sou a Caitlin Beadles, irmã do Christian, ah você não conheceu ele ainda né? é, ele é baixinho, é até que bonitinho, mas é chato as vezes. Ah, alguns me chamam de Caitlin ou só Caity mesmo, você pode escolher e ... - graças a deus alguém a interrompeu

- Se acalma a ai Caity - era a voz irônica do  Zayn 

- Desculpa - deu uma risadinha e começou a comer

- Daqui apouco o Bieber chefe ta ai - riu Zayn

- Fala ai galera - um garoto loiro e de olhos extremamente fascinante disse entrando na cozinha e se sentando ao lado de Zayn

Algo na minha cabeça disse "pare, não encare muito os olhos dele, são chamativos, eu sei! mas não encare muito" - parecia a voz da Caitlin, mas com certeza era coisa da minha cabeça, eu apenas ignorei e voltei a comer minhas uvas.


- Eai Amy - ele disse com uma voz deliciosa


Papai, vai me matar desse jeito! - pensei


E então Ryan se engasgou e começou a rir escandalosamente em quanto Zayn batia em suas costas para ele desengasgar.

- Calma ai cara! - Zayn disse 

- To melhor - levantou as mãos e depois me encarou negando com a cabeça e rindo fraco


Credo, que medo.


- E então Amy, sou Jaxon - sorriu o garoto

- Nome legal - balancei a cabeça


Não só o nome, mas é legal pra caralho quando se tem um Deuso desse na sua frente - pensei 


E novamente Ryan começou a rir escandalosamente 


- Ryan, para com isso! Não leia mais, pelo menos não agora, estamos comendo! - Caitlin o adivertiu 

- Tudo bem - concordou frustrado 


O que foi isso? lendo o que? ele não está comendo? - pensei


Ryan segurou a risada e abaixou a cabeça, fazendo Caitlin bufar.


- Tudo bem, vocês são estranhos - disse com uma careta

- Você não faz ideia do quanto! - disse Chaz entrando na cozinha e se sentando ao meu lado - vai ter que se acostumar - piscou

- Cadê o Christian? - Caitlin perguntou

- Lá em cima com o Harry e Justin - deu os ombros e começou a comer


Depois que acabei de comer, Caitlin disse que era para mim ir com ela para conhecer a casa. Eu tentei perguntar porque estava ali, mas era só por curiosidade, pois de verdade? eu não estou com medo, estou me sentindo como se estivesse em casa.


- E aqui é a área da piscina como pode ver - Caitlin disse me mostrando o ultimo espaço que faltava - pode ficar ai se quiser, eu tenho que entrar para me arrumar, tenho um compromisso ...

- Tudo bem - sorri e ela piscou entrando dentro de casa.


Me sentei em um banquinho de frente para a piscina e fiquei admirando e pensando: Porque estou tão calma mesmo que sei que estou sequestrada?


Senti o banco se mexer um pouco e olhei para o lado, um garoto de cabelos castanhos e olhos mel estava sentado ao meu lado, com um cigarro na mão.


- Amy não é? - disse ele olhando a piscina


- Sim e você ...? - respondi o encarando


- Justin - respondeu e se virou para mim assoprando a fumaça do cigarro em mim


Tossi um pouco e fui mais para o lado, ele apenas deu uma risada.


- Não faça mais isso, e você deveria parar de fumar, não faz bem - eu disse


- E você podia ficar mais caladinha, pirralha - deu uma risada irônica 


- Olha aqui - me levantei e fiquei de frente para ele, que me olhava com um olhar divertido no rosto -  eu já tenho 18 anos ta?


- Ta - disse simplesmente e assoprou novamente a fumaça em mim


- Seu porco! - reclamei e sai dali batendo os pés


- Volta aqui pirralha - gargalhou me chamando



Ignorei e continuei andando até a porta de vidro para entrar em casa, mas ele me puxou com uma certa força fazendo meu corpo se chocar ao dele.


- Relaxa, se acalma ai, pirralha - disse com um sorriso divertido

- Para de me chamar de pirralha! - disse brava - aposto que não sou muito mais nova que você, você tem o que uns 19 ou 20?

- Se eu disser quantos anos tenho você não vai acreditar ... - disse baixo e depois sorriu debochado, assoprando novamente a fumaça em mim


- Idiota - gritei e peguei o cigarro de suas mão jogando no chão e pisando em cima


Ele me olhou incrédulo e depois sorriu debochado


- Agora a pirralha vai pagar pelo que fez - deu uma risada


Segurou forte em um cintura e me prendeu na parede com uma força que eu nunca tinha visto na minha vida.


- Você está me machucando - disse com a voz embolada por estar quase sem ar

- Desculpa - pareceu perceber e me soltou um pouco


Começou a beijar meu pescoço e me dar chupões fortes. Mas muito fortes mesmo, ninguém nunca fez isso comigo assim tão forte, parecia ser impossível.


- Seu sangue ... - sussurrou - tem um cheiro maravilhoso


- O que? - perguntei com medo


Por acaso ele é um louco que bebe sangue?


- Uh, quis dizer - pensou - seu cheiro é maravilhoso 


E sem me dar tempo para falar algo me beijou, um beijo quente e de tirar o folego, o melhor beijo da minha vida talvez. Mas antes de mim perceber que era bom, é lógico que tentei empurra-lo, mas a força dele era muito grande, e no final cedi, sentindo o gosto maravilhoso dele.





----------------



Eai, o que acharam do primeiro capitulo de She Will Be Loved? bom, eu já fiz vários capitulos, se comentarem, mais rápido chega o próximo capitulo! hahaha

3 comentários: