30 de nov de 2012

She Will Be Loved. - Capitulo Cinco.


P.O.V Jaxon


E agora por culpa do Justin estamos todos em uma reunião com a Trina, vamos aplaudir ele? sentiram a ironia?


- O que você tinha na cabeça Justin? - Trina gritou 


- Trina, qualé? ela ia ficar sabendo cedo ou tarde! - indagou 


- Que tivesse sido tarde! - comentei e bufei


- A questão não é essa Justin - ela disse brava - você sabe que os Adams podem vim atrás da gente certo? 


- Pra que? - perguntou dando os ombros - pra tirarem a minha cabeça? ótimo, podem vim então, estou cansado dessa vida, eu sou um monstro e ninguém vai sentir a minha falta - gritou 


- Eles não vão vim atrás de você, vão vim atrás de Amy que é INDEFESA! - gritou - você não tem cabeça nem para isso Justin? não sabe que depois de contar teria que transforma-la em vampira? 



E então Justin se calou, parecia estar levando mil e umas facadas no coração. E então olhei fixamente para ele e invadi a sua mente e tirei a conclusão:



Ele era o escolhido 



- Trina... - a chamei - o Justin ... ele é ... é o ... - eu não conseguia falar


- O escolhido - ela concluiu - e é por isso que mandei ela ficar aqui, longe de todos, achei que vocês eram bons o bastante para cuidar dela, mas parece que me enganei! - mateu as mãos ao lado da coxa


- Eu preciso dela - sussurrou Justin - AMY! - gritou e começou a subir as escadas


- Você não vai a lugar nenhum - Trina gritou e correu até ele



O pegou pelo pescoço de uma forma que ele não conseguia mexer e então ele desistiu e foi andando com calma até o sofá no local aonde estava sentado.



- E agora? - Harry se pronunciou


- Temos que fazer a transformação o mais rápido o possível - anunciou Trina

Não! - gritou Justin



P.O.V Amy



Uma moça simpática na qual se chamava Trina, nos tirou da montanha e nos trouxe para a casa, minha cabeça ainda estava um pouco confusa e ela me pediu para tomar um banho para relaxar.


Eu escutava alguns gritos mas não conseguia saber o que era. Então procurei ignorar e parar de pensar nisso um pouco.


Acabei meu banho e coloquei meu pijama, sai do banheiro e fui para o quarto na frente do espelho e comecei a pentear meus cabelos.


Depois que acabei sai do meu quarto sem fazer barulho - o que era meio sem sentido já que ali está rodeado de vampiros - e fui até a escada.


- Não vou transformar Amy em uma vampira. - Justin disse bravo


E então eu vacilei e fiz barulho, fazendo todos me olharem.



Eu não quero virar uma vampira. - pensei



- Se acalma Amy, não pensa isso - Ryan disse se aproximando



Não se aproxime Ryan, estou com medo.



- Pelo amor de DEUS Amy,não fique com medo de mim - tentou se aproximar novamente



Ele está lendo meus pensamentos?



- Sim, eu estou, agora por favor não corra - disse com calma



O que eu estou fazendo aqui parada? tem alguns vampiros me olhando e um tentando se aproximar de mim lendo minha mente.



Corra Amy, corra!



- Não Amy, não corra! - Ryan gritou



Mas foi tarde de mais, sai correndo para o meu quarto e me tranquei lá.



Encostei na porta e fui descendo até o chão sentindo as lágrimas me molharem. Me apoiei em meus joelhos e comecei a pensar


E então eu sempre fui uma filha má? é por isso que estou aqui? eu sei que nunca fui uma das filhas bom exemplo, mas meus pais nunca ligaram para mim e aposto que nem querem saber aonde eu estou agora. Mas a culpa de tudo isso é minha.


- Não Amy, não se culpe! - Ryan dizia em quanto batia na porta


- PARA DE LER MEUS PENSAMENTOS, SEU IDIOTA! - bati na porta com força gritando e chorei mais.


- Ryan, a deixe um pouco, deixa ela relaxar e depois conversamos com ela - a voz da Trina soou e depois o corredor ficou em silêncio.



[...]



Acordei deitada de qualquer jeito na minha cama, senti meus olhos pesarem mas me levantei mesmo assim. 


Fui para o banheiro e lavei meu rosto, em seguida me encarei no espelho. Eu estava pálida, com o rosto inchado e olheiras enormes.



E isso me fez lembrar o tanto que chorei nas ultimas horas.



Eu tinha pensado em fugir ou algo do tipo, não posso ficar vivendo com loucos que querem me morder para mim virar um deles. 


Mas desisti, algo aqui dentro diz "fique, é melhor para você" e dessa vez não é uma voz igual a da Caitlin, é tipo meu coração falando, sacou?



E me assustei quando uma voz começou a falar em minha cabeça.



"Ei, seria bom se você viesse aqui em baixo, podemos conversar melhor - uma risada - desculpa te assustar assim, é a Caitlin, desce aqui"



Isso é loucura!



Prendi meus cabelos em um rabo de cavalo e sai do meu quarto, tomando cuidado para nenhum vampiro pular em mim.


Cheguei na sala e Caitlin estava lá estirada no sofá, assim que notou a minha presença se sentou e me olhou sorrindo fazendo sinal para eu me sentar ao seu lado.


- Está mais relaxada? - perguntou quando eu me sentei


- Isso é loucura - respondi olhando para o nada


- É, eu pensava isso também - riu fraco - mas com o tempo você se acostuma.


- Eu vou ter que virar vampira? - perguntei rapidamente.



Ela suspirou e abaixou a cabeça, depois se virou para mim e segurou minha mão.


- Não nesse momento - foi sincera - e eu não sei quando vai ser, mas vai acontecer, talvez amanhã ou talvez daqui a um ano, não tem uma data certa. Por que o certo era não ter te contado, mas o Justin contou, então se tem que culpar alguém, culpe a ele - deu uma risada junto a mim - mas a questão é, você tem que ser forte agora - sorriu a acariciou minha mão.


- Por mais que eu queira matar o Justin, eu não consigo - ri fraco admitindo - ele me irrita, mas não consigo ...


- É porque ele é o escolhido - disse fraco - mas não me pergunte o que é, porque eu não posso falar - levantou as mãos se rendendo



Suspirei, estava cansada de todos esconderem as coisas de mim.


- Mas eai, qual é o seu poder? - tentei 


- Poder? - deu uma risada - bom, eu consigo interferir nos pensamentos das pessoas, tipo quando eu disse para você descer aqui ...


- Que dahora! - disse animada - então quando eu estava olhando para o Jaxon era você que me mandava parar de olhar?


- Sim - sorriu -  não encare muito os olhos deles, são chamativos porque ele pode te hipnotizar, e ai você fará tudo o que ele mandar


- Que sexy - comentei e ela gargalhou


- Amy? - escutei me chamarem



Me virei para trás e lá estava Ryan um tanto cauteloso ao se aproximar, sorri para que ele entendesse que podia se sentar ao meu lado e assim ele fez.



- Está mais calma? 


- Sim - respondi - me desculpa por aquela hora, eu só estava confusa e ...


- Relaxa - me cortou - eu entendo, comigo foi bem pior - riu fraco e Caitlin começou a gargalhar sem parar.


- Você está bem? - perguntei pra ela


- É que - ela gargalhava - foi muito - gargalhava mais - engraçado 


- Para de me zoar Caitlin! - Ryan disse e tacou uma almofada nele


- O que foram fazer aquele dia que eu fiquei sozinha com o Zayn? - perguntei



Eles se entreolharam e Caitlin balançou a cabeça positivamente



- Fomos caçar - respondeu Ryan

23 de nov de 2012

She Will Be Loved. - Capitulo Quatro.

Acordei por volta das duas da tarde. Com preguiça me dirigi até o banheiro e tomei um banho e depois coloquei uma roupa fresca.


Coloquei meus chinelos e sai do quarto, a casa estava um silêncio. Estranho, será que eles ainda não voltaram?


E isso me fez lembrar, o que foi aquilo que vi ontem anoite?


Desci as escadas encontrando Caitlin lendo uma revista e Christian assistindo algo na TV.


- Bom dia Amy - Christian disse e eu sorri em resposta


- Está melhor Amy? - foi a vez de Caitlin


- Sim - sorri e me dirigi até a cozinha



Apenas Jaxon estava lá comendo algo da quela mesa gigante de comida.



- Bom dia Amy - abriu um sorriso encantador de tirar o folego


- Bom dia Jaxon - disse perdida por ele, que apenas deu uma risada e voltou a comer


- Dormiu bastante - comentou


- É, um pouco - ri fraco - e vocês foram dormir depois de mim e acordaram antes de mim - ri fraco


- Nós não dormimos - sussurrou 


Mas eu escutei, fingi não ter escutado porque sei que ele iria dizer "você ainda não pode saber e bla bla bla".



Depois que comi me levantei e fui para a área da piscina, encontrando o Justin, fumando como ontem.


Me sentei na espreguiçadeira do outro lado da piscina para não acontecer da quele idiota assoprar fumaça em mim.



Mas plano fail, porque nesse momento ele esta caminhando até mim com um sorriso fraco no rosto e eu apenas ignorei.


- Bom dia pirralha - disse se sentando ao meu lado, mas eu ignorei.



Ele suspirou e pegou na minha mão delicadamente, o encarei e ele olhou no fundo dos meus olhos. Seus olhos castanhos claros eram lindos e por um momento ficaram vermelhos, mas logo voltaram a cor normal.


- Me desculpa por ontem, eu não queria te assustar ...


Fiquei calada.



- Vem comigo - me puxou e me colocou em suas costas


- Me solta Justin! - disse brava



Ele ignorou e começou a correr, pulou o muro e com a velocidade de um carro correu nas montanhas cheias de árvore que tinham ali.


- O que está fazendo? - gritei e ele não me respondeu



E ai tudo começou a passar pela minha cabeça.


Eles não sentem frio.


Eles mudam a cor dos olhos.


Eles correm na velocidade de um carro de corrida.


Eles pulam em arvores com facilidade.


Eles são extremamente fortes.


Eles quebram o chão apenas com um empurrão.



"Seu sangue tem um cheiro maravilhoso"


"A gente não dorme."



E então Justin me colocou no chão assim que chegamos no todo da colina.



- Eu sei que você sabe quem nós somos. - ele disse sério atrás de mim


- Eu sei ... - sussurrei com lágrimas nos olhos


- Então diga, alto e claro! - gritou 



[/notas: af, que coisa crepúsculo u.u, KKKKKKKKKKK/]



- Vampiros - sussurrei


- Vamos Amy, diga alto! - continuou


- Vampiros - disse alto 




P.O.V Ryan



- Eu vou matar o Justin! - gritei e corri até a sala 


- O que foi Ryan? - Cailtin perguntou


- Sabe aonde o Justin está? - perguntei sarcástico


- Aonde? - Zayn perguntou 


- Na colina, com a Amy - frisei seu nome - e qual é o único jeito de chegar lá rapidamente? - perguntei sarcástico



Todos suspiraram notando a burrada de Justin.



- Ele não podia fazer isso. - Jaxon disse bravo - não podemos contar com o Justin para essas coisas, todos nós sabemos que ela ficaria sabendo pelo Justin!


- Trina vai nos matar - alertou Harry se jogando no sofá incrédulo


- Não podemos deixar ela saber - disse rapidamente Caitlin


- Aé Caity, e me diga como vamos fazer isso? - Chris disse irônico


- Não sei, mas deve haver um jeito - ela tentou argumentar



- Se tinha um jeito vocês demoraram para achar ele.  - a voz de uma segunda mulher soou



Fodeo.





P.O.V Justin



Não podiamos mais viver com aquela mentira, uma hora ela teria que saber, cedo ou tarde isso ia acontecer, porque não poderia ser tarde?



- E você está com medo? - perguntei


- N-Não - gaguejou e eu ri sarcástico


- Então a pirralha é forte - a provoquei


- Talvez eu não seja mais forte que você, mas tenho mais caráter do que você - disse brava e eu me surpreendi


Ela virou para trás totalmente irritada e começou a bater em meu peito.



- Seu idiota - gritava - não me chama de pirralha



Então ela estava brava porque eu a chamei de pirralha e não porque acabei de contar que somos vampiros?


- Ei ei ei, se acalma - segurei seus pulsos e ela relaxou - está brava porque te chamei de pirralha e não porque somos vampiros?


- Estou brava porque você me irrita - cruzou os braços


- Você é louca - ri fraco



- E você está em uma enrascada Bieber - a voz que mais temia soou





----------------------------------



Quero agradecer aos comentários lindos, foram poucos, mas eu amei! 


* Espero que comecem a comentar mais, se não eu vou ter que dizer "Tantos comentários para o próximo post" e eu não quero fazer isso :/



Pode ser que eu demore para postar porque estou em provas finais e estou quase repetindo de ano! Então tenho que estudar ...



Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeijos

18 de nov de 2012

She Will Be Loved. - Capitulo Três.

Já eram quase meia noite e nada dos moradores dessa casa chegarem. 


Cheguei a um bom tempo com o Justin e ele parecia outra pessoa, fez um chocolate quente para mim e me deu cobertas bem quentinhas para eu me aquecer, depois me levou para o meu quarto e foi para o dele.



E então escutei barulho de um carro e uma luz forte na minha janela. Me levantei da cama e fui ver, lá estavam todos chegando, estavam conversando sobre alguma luta ou algo do tipo.


Fiquei feliz com a chegada de todos e saber que estavam bem. Sai do meu quarto e trombei com um ser idiota.



- AI, MINHA CABEÇA! - gritei e coloquei a mão na minha cabeça


- Meu dente! olha para onde anda pirralha 



E isso era a conclusão de que quem trombou em mim e mordeu a minha cabeça foi o Justin.



- Não cara, não ... - uma voz baixa soou no corredor 



Me levantei e vi perto da escada Ryan vindo devagar e implorando algo ao Justin, virei para encarar o Justin que estava comum pouco de sangue nos dentes e passando a lingua como se gostasse da quele gosto, fechou os olhos e as mãos e depois sorriu travesso com os dentes limpos.



- Uh, a pirralha tem um gosto bom ... - disse e veio em passos lentos e tenebrosos para cima de mim


- Justin, você está me dando medo ... - eu disse andando para trás em direção ao Ryan


- Não Justin, não! - Ryan gritou 



E com uma super velocidade Ryan pulou em Justin o fazendo cair, mas Justin parecia ser forte e estava prestes a se levantar. Sai correndo e quando estava descendo as escadas vi Zayn e Chaz subindo correndo para segurar Justin.



- O que aconteceu? - Caitlin perguntou assim que eu cheguei na sala


- O Justin ... ele ... ele mordeu minha cabeça e depois veio para cima de mim - disse meia confusa



Eles se encararam e então todos subiram correndo a escada e Caitlin me levou para a cozinha.



- Vem, vou ajudar você - sorriu fraco e eu me sentei na bancada



Ela foi até a dispensa e pegou uma caixinha de primeiros socorros. Veio até mim e afastou meu cabelo começando a passar remédio e cuidar do ferimento.



- Está doendo? - perguntou


- Não - disse fraco - o que aconteceu lá em cima Caitlin?


- Não sei - suspirou - Amy, não faça perguntas, por favor. Todos já passamos pelo o que você está passando, mas você ainda não pode saber o que está acontecendo, mas acredite, quando for a hora certa, você saberá.



E a frase de Christian soou em minha cabeça


"Amy você tem que entender que é necessário, todos aqui já passaram por isso e agora é a sua vez, quando você tiver que saber, vai ficar sabendo"



- Prontinho - Caitlin disse se afastando


- Caitlin, vocês precisam ir - Zayn disse entrando na cozinha



Ela concordou com a cabeça e guardou a caixinha de primeiros socorros, me deixando sozinha com o Zayn.



- Que tal uma pizza? - abriu um sorriso enorme


- Calabresa? - sugeri


- Calabresa! - gritou com uma voz estranha e depois demos risada



Zayn ligou na pizzaria e depois fomos para a sala esperar a pizza chegar. O resto do pessoal sairam, ou seja, só estava eu e Zayn em casa.



Resolvemos jogar video-game, melhor de três e eu ganhei duas partidas.



- GANHEI, UHUUUUUUUUUL - gritei comemorando


- Só não conta para ninguém que eu perdi para uma menina - disse ele coçando a cabeça 



Concordei com a cabeça e me joguei no sofá ao seu lado. 



- Zayn, aonde eles estão? - tentei 


- Olha Amy ... - se virou e eu o interrompi


- "Vai ficar sabendo no tempo certo" - imitei e fiz uma careta que o fez gargalhar


- Isso vai ser melhor para você, baixinha - riu e me abraçou fazendo um pouco de cócegas


- Que ótimo, já era chamada de pirralha, agora de baixinha também? - bufei e ele riu da minha cara



A pizza chegou e Zayn foi pegar, pagou e depois colocou na mesa centro da sala e devoramos, eu comi 3 pedaços e ele comeu o resto! Olha que a pizza era tamanho familia, 12 pedaços.



- Vou dormir, estou com sono - eu disse e beijei a sua bochecha



Subi as escadas e fui para o meu quarto, entrei no banheiro e tomei um banho e escovei os dentes.



Narrador



Bieber precisava da quilo. Ele não queria um veadinho, ele queria logo um tigre ou uma onça.


Corria pela floresta o mais rapido que podia, até finalmente achar o que queria, uma onça deliciosa.



Se preparou, escondendo atrás das arvores e pulou na presa, a onça para se defender acabou acertando uma arranhada no rosto de Justin, que com raiva atacou rapidamente em seu pescoço.



Alívio


Satisfação



Era o que Bieber sentia no momento.




P.O.V Amy Turner



Eu estava dormindo quando algumas vozes me atrapalharam e irritada me levantei indo até a janela ver o que era.


Ryan e Chaz brigavam por algo.



- Mano, você não podia ter feito isso! - Ryan gritou


- Sai daqui vacilão! - Chaz o empurrou forte



E não foi um empurrão forte de lutador de MMA, foi um empurrão que fez Ryan cair no final do quarteirão e ainda deixar um buracão no chão. Chaz suspirou e em uma velocidade incrível correu para o meio das arvores e sumiu ali. 


Olhei para Ryan, que levantou raivoso e fez o mesmo que Chaz, sumindo no meio da quele monte de arvore.



Eu estou ficando louca?






She Will Be Loved - Capitulo Dois.

Já eram oito horas da noite e eu estou trancada aqui no "meu" quarto dês da 17 horas. Porque? é, eu também não sei.


Depois que Chaz pegou eu e Justin nos beijos na área da piscina, ele fez uma piada, e mais uma, e outra, e talvez mais umas dez, não isso é pouco ... fez umas 500 mesmo!


Eu estava tão vermelha, mas tão vermelha, acho que a minha vergonha nunca chegou a um patamar tão alto!


E Justin? ah sim, ele apenas soltava algumas risadinhas e dava alguns socos no Chaz, mas depois se sentou e ficou com um sorriso no rosto só escutando as piadas de Chaz e depois fazendo alguns gestos obscenos e foi ai que eu comecei a implorar para alguém chegar e me tirar da quela situação.



Depois quando Chaz finalmente cansou de rir da nossa cara, eu fui para a cozinha para tomar um copo de água, um garoto desconhecido por mim estava lá, e então começamos a conversar, Chris é bem legal e engraçado, é o tão falado pela Cailtin, irmão dela. 


Tentei "enrolar" ele para saber o que eu estava fazendo lá e ele apenas me disse: "Amy você tem que entender que é necessário, todos aqui já passaram por isso e agora é a sua vez, quando você tiver que saber, vai ficar sabendo"


E isso me fez ficar muito mais curiosa do que eu já estava. 



Chris disse que eu tinha que ir para o quarto, pois pessoas que eu não poderia saber quem era iriam chegar. Então ele me levou até o quarto, me mostrou um notebook que ganhei para ficar aqui e ligou os fios da minha TV para começar a pegar. Me deu a chave da minha mini-geladeira que tem ali e então do que eu poderia reclamar?



Depois ele saiu do quarto, eu liguei a TV no TVZ para escutar musica e fiquei deitada na minha cama, com o meu novo notebook e uma latinha de coca-cola.



Mas agora já são quase 20 horas e eu estou ficando irritada, eu quero sair desse quarto, será que ninguém entende?


Graças a DEUS alguém escutou os meus pensamentos e então a porta foi aberta, eu levantei correndo e parei na frente de Ryan.


- Tudo isso é saudade de mim? - debochou


- Não - mostrei a lingua - já posso sair? - perguntei


- Sim, mas depois vai ter que voltar ... - disse fraco



Balancei a cabeça em um sinal positivo e sai do quarto junto a ele, fomos até o quarto dele porque ele disse que ia pegar algumas coisas.


Pegamos alguns negócios encapados por um pano preto e descemos para a sala, eu perguntei o que era mas ele não quis falar. 


Encontramos todos na sala, vestidos com roupa de espote e bonézinhos engraçados, o que me fez rir fraco.


- Aonde vamos? - perguntei


- Jogar Baseball gatinha - disse Jaxon se aproximando e colocando um da queles bonés ridiculos na minha cabeça.


Mas a única coisa que consegui fazer foi sorrir e admirar queles olhos lindos que ele tem, aqueles olhos e fascinam ....


Até que meus pensamentos foram cortados por uma voz "Pare de olhar para os olhos dele"  parecia a voz da Caitlin de novo, mas eu to ficando louca né?



- Então, vamos? - Ryan perguntou com um ar de riso



Então todos concordamos e fomos saindo da casa, nos dividimos em carros e fomos.



- Amy, Jaxon e Zayn vão comigo e Justin - Ryan disse pegando a chave do carro e tacando para Justin que pegou rápido


- Então Harry, Christian e Chaz vão comigo - concluiu Caitlin e depois tacou a chave do carro para Harry



Justin entrou no volante e Jaxon no banco do lado. Atrás ficou eu no meio de Zayn e Ryan. 


- Liga o som ai Jay-B - disse Ryan com uma voz engraçada



Justin ligou e começou a tocar uma musica qualquer. 


Abriram as janelas e então um vento forte entrou no carro me fazendo me encolher, Justin olhou pelo retrovisor e me encarou, parecia que ninguem ali sentia frio, só eu.


- Deixa que eu te esquento ... - Zayn disse e me abraçou



E pela primeira vez Zayn foi fofo comigo, sem nenhum tipo de malicia no meio. Ele era tão quente, era como um cobertor quentinho em dia de chuva.


- Ta quente? - Ryan perguntou fazendo piada e eu mostrei a lingua.


- Pirralha - Justin disse e riu irônico 


- Cala a boca - bufei


- Ok, quer igual a quela hora na piscina? vou adorar, minha pirralhinha - debochou


- UUUUUUUUUUUUUi - todos disseram juntos e eu revirei os olhos


- Não liga para esses idiotas Amy - Jason disse me encarando com aqueles olhos lindos dele.


- Ta legal Amy, eu sei que o Jaxon é um lindo, mas você vai ficar empinotisada sempre que olhar para ele? - debochou Ryan


- Ciúmes? - tentei provocar


- Ah claro, Amy - disse irônico


- Para de falar com ela Ryan, você vai ficar com o veneno dessa pirralha daqui apouco - disse Justin soltando uma risada debochada 


 Bufei e me aconcheguei mais nos braços de Zayn, ele encostou a sua cabeça perto de mim e começou a fazer carinho no meu cabelo, me fazendo fechar o olho e aproveitar.


- Que sena mais linda para uma pirralha - debochou de novo o idiota do Justin, mas eu ignorei.


- Para Justin, qualé? ta irritando isso já - disse Zayn, ahn me defendendo?


- Ialá, o sem coração do Zayn está defendo a pirralha? - debochou de novo


- Sério Jay-B, você está insuportável hoje - Ryan disse e bufou 



Justin ficou quieto e continuou dirigindo. Só escutava a minha respiração e a de Zayn próxima, Ryan fazendo um barulho de rap com a boca e Jaxon batucando os dedos no painel do carro.



O carro parou e todos começaram a descer, quando Zayn se soltou de mim me arrepiei por causa do frio, ele riu fraco e tirou seu casaco me emprestando.


- Não Zayn, é seu ... - neguei


- Tudo bem, eu não estou com frio - sorriu e eu agradeci colocando seu casaco.



- Vamos galera, sem enrolação - gritou Caitlin e todos fomos até ela




Veja esse video a partir dos 10 segundos é o que vai acontecer exatamente agora: http://www.youtube.com/watch?v=CAEQMoI_cNk



Aquilo estava me dando medo, pra que eles precisavam de todos aqueles trovões, e aquele frio? não podiamos jogar em um dia quente?


Quando começou  o jogo eu fiquei paralisada, como Justin corria tão rapido? como Zayn fazia aquelas macacadas na arvore para pegar uma bola? Ryan como era tão bom ao bater com o taco na bola tão forte? isso é loucura!


Me assustei quando Caitlin gritou:  PAREM.


Todos ficaram parados e Ryan parecia olhar para o mato e tentar descobrir o que era.


- Justin pega a Amy, AGORA! - Jaxon gritou



Justin me encarou com os olhos arregalados e tacou o taco no chão, correndo em uma velocidade incrivel até mim. 



- Vem Amy - me colocou em suas costas e correu até o carro



E pela primeira vez, ele me chamou de Amy.



- Entra ai, rapido - me colocou no banco onde o Jaxon estava sendado


- O que está acontecendo? - perguntei mas ele bateu a porta



Ele entrou rapidamente pelo outro lado e correu com o carro, o máximo que pode, eu estava quase morrendo.


- JUSTIN, VAI DE VAGAR! - gritei pela alta velocidade e então o carro foi ficando mais de vagar


- Desculpa, eu entrei em desespero - disse batendo no volante


- O que está acontecendo? - perguntei


- Me desculpa - disse baixo


17 de nov de 2012

She Will Be Loved. - Capitulo Um.


"Beauty queen of only eighteen, she
had some trouble with herself"  -  She Will Be Loved




E então o dia mais esperado da minha vida chegou, 27 de novembro de 2012, o dia que eu finalmente fiz 18 anos, o dia que declarou a minha liberdade.


- Você está ficando velha Amy - disse para mim mesma encarando meu reflexo no espelho e dando uma risada irônica.


Talvez eu esteja um pouco vulgar, mas qual é, hoje é meu aniversário de 18 anos, eu tenho que curtir não é? e vai ser na melhor balada de Nova York, sabe qual é o melhor disso? é a partir de 18 anos, ou seja, nada de crianças.


http://www.polyvore.com/cgi/set?id=63551274&.locale=pt-br


Sai do meu quarto com meu celular,dinheiro e a chave do meu carro. Desci as grandes escadas da mansão Turner e me dirigi até a porta de saida. Fui para a garagem e entrei no meu carro, 

E aqui vou eu me divertir, como eu sempre quis na melhor balada existente nessa cidade.



Quando cheguei, estacionei meu carro e notei que Hailey tinha chegado, pois por ironia do destino eu parei ao lado de seu carro.


Caminhei até a fila que estava um tanto grande, mas a ignorei a cortando até o segurança. Algumas pessoas me xingavam e outras nem ligavam.


- Você não pode passar por aqui antes de pegar essa fila. - o segurança disse

- É claro que eu posso - sorri irônica - Sou Amy Allison Turner.

Ele abriu a sua boca impressionado e se virou fazendo sinal para outros seguranças e então a faixa de entrada foi liberada para mim.


Fui caminhando com um olhar superior em quanto alguns me encaravam e outros me ignoravam. Avistei o balcão do bar e fui até lá. Me sentei de uma forma sexy na queles bancos altos e então um barman sexy se aproximou.





- O que vai querer, docinho? - sua voz me seduzia

- O que você tiver de mais forte ai - dei os ombros e escutei sua risada fraca

- Não é jovem de mais para estar aqui pedindo uma bebida forte de mais? - perguntou em quanto mexia em alguns garrafas

- Não acha que está se entrometendo de mais em minha vida? - sorri irônica e o encarei com uma sobrancelha arqueada.

- Tudo bem - levantou os braços em forma de rendimento - aqui está - me entregou o copo.


Analisei aquele copo no balcão e passei um dedo em volta dele, em seguida o peguei e beberiquei um pouco do liquido que tinha ali.

Senti minha garganta rasgar, mas o gosto era bom, em seguida tomei mais alguns goles. E o barman sexy continuava a me encarar.

- Qual o seu nome, lindinha? - se pronunciou

- Amy - respondi sem encara-lo, em seguida o encarei - e o seu? - perguntei de uma forma sexy e ele riu fraco.

- Zayn - respondeu e depois se apoiou no balcão chegando mais perto de mim - por acaso está dando em cima de mim?

- Talvez - pisquei e me virei encarando a pista de dança em quanto ele ria um pouco. - Vem cá, você só sabe rir ironicamente? - perguntei arqueando uma sobrancelha um tanto irritada





- Isso te irrita? - arqueou sua sobrancelha e a fúria subiu em meus olhos quando ele soltou uma risadinha - parece que sim.


O ignorei e bebi o resto do liquido que estava no meu copo, me levantei e arrumei a minha roupa indo em direção a pista de dança.


Começou a tocar uma musica desconhecida por mim, porém agitada e então comecei a dançar com forme o ritimo da musica.


- Olá gatinha - um homem com uma voz sexy sussurrou em meu ouvido - posso me juntar a você - colou seu corpo ao meu por trás de mim.

- Parece que já se juntou - disse sexy virando um pouco minha cabeça para ele escutar.


Comecei a rebolar e descer arrastando minha bunda em seu corpo em quanto ele segurava na minha cintura.

- Oh garota - arfou ele e eu ri fraco 

- Vou beber algo - disse saindo da pista de dança e voltando para onde estava

- Já voltou? vai querer o que agora? - o barman sexy perguntou

- Qual quer coisa - dei os ombros 

- Só vai de vagar ai - a mesma voz  sexy da pista de dança soou


Olhei para o lado e um cara gostoso - o que provavelmente eu tenha dançado - estava no meu lado bebericando o liquido de um copo.




E então o risinho irônico de Zayn soou me fazendo bufar e tomar a minha bebida. 

- E então, qual o seu nome? 

- Amy ... - perguntei um pouco tonta

- Sou Harry - disse

- Eu não perguntei - respondi e beberiquei mais a minha bebida


E o riso irônico de Zayn novamente tomou conta de meus ouvidos.


De repente tudo começou a rodar, e depois ficou tudo preto e a ultima coisa que me lembro era de ter visto Harry me segurar e Zayn sorrir irônico me encarando.


Narrador.


- Temos que ir rápido, vai logo Malik! - ordenou Styles 

- Caralho, ela é magrinha e gostosa mas é pesada falow? - respondeu Malik 


Os dois sairam pelas portas do fundo junto com a garota e passaram os olhos pela rua procurando a van que os esperava, assim que localizaram correram até lá. A porta foi aberta e Bieber sorriu irônico e se ajeitou no banco.


- A coloque no meu colo Malik - ordenou Bieber


E assim Zayn fez, colocou a menina no colo de Bieber, que passou a mão pelos braços da garota descendo até seu bumbum e dando uma apertadinha ali.


- Essa é boa - concluiu e depois deu uma risada - pode ir Jaxon. - ordenou


O Bieber mais novo por sua vez negou pela cabeça fraco e depois eu partida, dirigindo até o destino estipulado.


P.O.V Amy Turner


Acordei com uma dor de cabeça, tudo estava rodando, por tanto fechei os olhos e esperei a tontura passar. Assim que passou me levantei de vagar e abri meus olhos, não conhecia aquele lugar e não me lembrava como fui parar ali. Era um quarto um tanto luxuoso, com as paredes brancas porém detalhadas de dourado, bonito até.


- Parece que alguém acordou - uma voz soou


E então me virei para a porta do banheiro, de onde saia um homem me encarando com um copo de água e um comprimido na outra mão.


- Isso pode ajudar na dor de cabeça - me entregou e eu bebi rapidamente

- Quem é você e o que eu estou fazendo aqui? - perguntei rapidamente


Ele riu irônico assim como o barman que eu tinha conhecido na noite anterior, e se dirigiu até uma poltrona na frente da cama e se sentou, apoiou em seus joelhos e me encarou.


- Sempre as mesmas perguntas, quem é você?, o que estou fazendo aqui? o que vão fazer comigo? - riu irônico 


- E você pode me responder alguma? - arqueei uma sobrancelha


- Sou Ryan Butler, para você só Ryan 


E então seus olhos azuis mudaram para vermelhos e depois voltaram a ser azuis.


- Seus olhos ... - comecei a falar


- Não fala nada ... - fechou os olhos e depois abriu me encarando - está tudo bem - sorriu fraco


- E então, isso é um sequestro, o que? - perguntei sem me importar


- Você não está preocupada? - perguntou incrédulo e eu neguei - você tem sorte de mim estar aqui, se o Bieber estivesse você estaria ferrada - riu fraco 


- Então é um sequestro? - perguntei sorrindo fraco


- Talvez - fez uma careta - vamos descer para comer alguma coisa - piscou e se levantou me chamando com as mãos 


Me levantei e notei que estava com outra roupa, um short jeans curto e uma regata preta e chinelos vermelhos.


- De onde veio essa roupa?

- Não faça perguntas Amy - disse saindo do quarto e eu o segui


Como ele sabe meu nome? - pensei em perguntar mas desisti


- Então a garota acordou - um cara disse quando estavamos descendo as escadas

- Não começa Chaz - Ryan empurrou ele fraco

- Dormiu bem anjo? - perguntou o tal Chaz segurando a minha mão e dando um beijo

- Já disse pra sair Chaz - Ryan empurrou com um pouco mais de força

- Ta legal Butler - riu e colocou as mãos para cima - aproveitem o café da manhã


Continuei seguindo Ryan e então entramos na cozinha, uma mesa enorme cheia de comidas de vários tipos, e isso me fez pensar "quero ser sequestrada mais vezes". Ryan me encarou e deu risada segando com a cabeça. Parecia até que ele conseguia ler meus pensamentos.

- Acho melhor parar de pensar em possibilidades - piscou

- Hãn? 

- É ... - gaguejou um pouco - eu só acho que você deve estar se perguntando o que está acontecendo - mentiu descadadamente


Me sentei na sua frente e então começamos a devorar. Aquela comida estava realmente muito boa, e aquelas frutas estavam docinhas.


- Vai Amy, eu jogo e você tenta pegar ok? - sugeriu 

- Tudo bem - me preparei


Ele pegou a uva e jogou, não consegui pegar com a boca e fiz um bico enorme fazendo ele gargalhar.


- Minha vez - anunciei e ele abriu a boca


Joguei e rapidamente ele pegou, fazendo uma cara de vitória depois.


- Como você faz isso? - perguntei incrédula

- Sou Ryan Butler né - zoou um pouco e depois rimos

- Fogo no puteiro que o Zayn chegou! - uma voz conhecida disse divertido entrando na cozinha - fala aê Amy - piscou para mim e foi na geladeira

- O que ele fez aqui? - perguntei

- Já disse Amy, sem perguntas - Ryan disse 

- Eu te dopei - Zayn deu os ombros

Parei para pensar:  Se ele não tivesse me dopado, eu não teria vindo para cá, não teria conhecido o Ryan que me parece ser legal, não estaria comendo essa comida deliciosa e não teria feito guerra de uvas com o Ryan.


Ryan me encarava como se lesse meus pensamentos e depois deu uma risadinha negando com a cabeça.


- Obrigada - disse para Zayn

- Pelo o que? - perguntou com uma careta

- Por ter me dopado - ri fraco 

- Você é louca - deu sua risadinha e se sentou ao lado do Ryan 

- Sai Zayn, tem pra você ali! - gritou Ryan assim que Zayn roubou uma panqueca de seu prato e Zayn apenas riu 

- Cala a boca - Zayn disse e deu um tapa na cabeça de Ryan

- Parem com isso - uma voz disse entrando na cozinha - crianças! - murmurou uma garota entrando na cozinha


Assim que me viu sorriu largo e veio até mim me sentando ao meu lado.


- Então você é a Amy? - disse e antes de eu responder ela começou a dizer disparadamente - sim, é claro que é. Sou a Caitlin Beadles, irmã do Christian, ah você não conheceu ele ainda né? é, ele é baixinho, é até que bonitinho, mas é chato as vezes. Ah, alguns me chamam de Caitlin ou só Caity mesmo, você pode escolher e ... - graças a deus alguém a interrompeu

- Se acalma a ai Caity - era a voz irônica do  Zayn 

- Desculpa - deu uma risadinha e começou a comer

- Daqui apouco o Bieber chefe ta ai - riu Zayn

- Fala ai galera - um garoto loiro e de olhos extremamente fascinante disse entrando na cozinha e se sentando ao lado de Zayn

Algo na minha cabeça disse "pare, não encare muito os olhos dele, são chamativos, eu sei! mas não encare muito" - parecia a voz da Caitlin, mas com certeza era coisa da minha cabeça, eu apenas ignorei e voltei a comer minhas uvas.


- Eai Amy - ele disse com uma voz deliciosa


Papai, vai me matar desse jeito! - pensei


E então Ryan se engasgou e começou a rir escandalosamente em quanto Zayn batia em suas costas para ele desengasgar.

- Calma ai cara! - Zayn disse 

- To melhor - levantou as mãos e depois me encarou negando com a cabeça e rindo fraco


Credo, que medo.


- E então Amy, sou Jaxon - sorriu o garoto

- Nome legal - balancei a cabeça


Não só o nome, mas é legal pra caralho quando se tem um Deuso desse na sua frente - pensei 


E novamente Ryan começou a rir escandalosamente 


- Ryan, para com isso! Não leia mais, pelo menos não agora, estamos comendo! - Caitlin o adivertiu 

- Tudo bem - concordou frustrado 


O que foi isso? lendo o que? ele não está comendo? - pensei


Ryan segurou a risada e abaixou a cabeça, fazendo Caitlin bufar.


- Tudo bem, vocês são estranhos - disse com uma careta

- Você não faz ideia do quanto! - disse Chaz entrando na cozinha e se sentando ao meu lado - vai ter que se acostumar - piscou

- Cadê o Christian? - Caitlin perguntou

- Lá em cima com o Harry e Justin - deu os ombros e começou a comer


Depois que acabei de comer, Caitlin disse que era para mim ir com ela para conhecer a casa. Eu tentei perguntar porque estava ali, mas era só por curiosidade, pois de verdade? eu não estou com medo, estou me sentindo como se estivesse em casa.


- E aqui é a área da piscina como pode ver - Caitlin disse me mostrando o ultimo espaço que faltava - pode ficar ai se quiser, eu tenho que entrar para me arrumar, tenho um compromisso ...

- Tudo bem - sorri e ela piscou entrando dentro de casa.


Me sentei em um banquinho de frente para a piscina e fiquei admirando e pensando: Porque estou tão calma mesmo que sei que estou sequestrada?


Senti o banco se mexer um pouco e olhei para o lado, um garoto de cabelos castanhos e olhos mel estava sentado ao meu lado, com um cigarro na mão.


- Amy não é? - disse ele olhando a piscina


- Sim e você ...? - respondi o encarando


- Justin - respondeu e se virou para mim assoprando a fumaça do cigarro em mim


Tossi um pouco e fui mais para o lado, ele apenas deu uma risada.


- Não faça mais isso, e você deveria parar de fumar, não faz bem - eu disse


- E você podia ficar mais caladinha, pirralha - deu uma risada irônica 


- Olha aqui - me levantei e fiquei de frente para ele, que me olhava com um olhar divertido no rosto -  eu já tenho 18 anos ta?


- Ta - disse simplesmente e assoprou novamente a fumaça em mim


- Seu porco! - reclamei e sai dali batendo os pés


- Volta aqui pirralha - gargalhou me chamando



Ignorei e continuei andando até a porta de vidro para entrar em casa, mas ele me puxou com uma certa força fazendo meu corpo se chocar ao dele.


- Relaxa, se acalma ai, pirralha - disse com um sorriso divertido

- Para de me chamar de pirralha! - disse brava - aposto que não sou muito mais nova que você, você tem o que uns 19 ou 20?

- Se eu disser quantos anos tenho você não vai acreditar ... - disse baixo e depois sorriu debochado, assoprando novamente a fumaça em mim


- Idiota - gritei e peguei o cigarro de suas mão jogando no chão e pisando em cima


Ele me olhou incrédulo e depois sorriu debochado


- Agora a pirralha vai pagar pelo que fez - deu uma risada


Segurou forte em um cintura e me prendeu na parede com uma força que eu nunca tinha visto na minha vida.


- Você está me machucando - disse com a voz embolada por estar quase sem ar

- Desculpa - pareceu perceber e me soltou um pouco


Começou a beijar meu pescoço e me dar chupões fortes. Mas muito fortes mesmo, ninguém nunca fez isso comigo assim tão forte, parecia ser impossível.


- Seu sangue ... - sussurrou - tem um cheiro maravilhoso


- O que? - perguntei com medo


Por acaso ele é um louco que bebe sangue?


- Uh, quis dizer - pensou - seu cheiro é maravilhoso 


E sem me dar tempo para falar algo me beijou, um beijo quente e de tirar o folego, o melhor beijo da minha vida talvez. Mas antes de mim perceber que era bom, é lógico que tentei empurra-lo, mas a força dele era muito grande, e no final cedi, sentindo o gosto maravilhoso dele.





----------------



Eai, o que acharam do primeiro capitulo de She Will Be Loved? bom, eu já fiz vários capitulos, se comentarem, mais rápido chega o próximo capitulo! hahaha